Varal de Cordéis Joseenses

Contato: prbarja@gmail.com

(Sugestões de temas são bem vindas!)



sábado, 22 de outubro de 2011

Doutor que comete crime também tem que ser punido

(para entender o "caso Kalume":

Um caso estarrecedor
ocorreu em Taubaté;
fico de cabelo em pé,
sem disfarçar minha dor:
cirurgião professor
que num crime havia agido
ia impune, bem vestido...
contra essa loucura, ergui-me:
Doutor que comete crime
também tem que ser punido!


Foram 25 anos
de muita dor e lamento
pra levar a julgamento
os maldosos soberanos
- vendiam órgãos humanos
de quem nem tinha morrido!
Que tragédia sem sentido...
mesmo longe, comovi-me:
Doutor que comete crime
também tem que ser punido!


Os doutores afamados
viam homem qual boneco;
criminosos de jaleco
tinham que ser condenados!
Pacientes mutilados
para ter o rim vendido;
um crime assim cometido,
sabemos, não se redime:
Doutor que comete crime
Também tem que ser punido!


A Justiça existe, gente;
tardou, mas deu solução
para nossa indignação
punindo exemplarmente
quem matava impunemente
e se achava protegido.
Julgamento concluído:
nada de divã de vime!
Doutor que comete crime
também tem que ser punido!


Cada condenado avisa:
vai recorrer da sentença!
Seguem livres, mas quem pensa
que de gente assim precisa?
Não levaram uma “pisa”,
mas o orgulho foi perdido
e um crime reconhecido
da justiça não se exime:
Doutor que comete crime
também tem que ser punido!

2 comentários:

  1. Ah... Agora vi que este Paulo é "arretado" mesmo, fazer uma poesia linda e crítica, com tanta dor e indignação! Só sendo um poeta "arretado mesmo"!!!

    ResponderExcluir
  2. Sabe, o momento é mesmo de dor e indignação - e chega uma hora na vida da gente em que não é mais possível aguentar calado certas coisas. Percebo que a poesia pode servir a esse propósito: estimular a reflexão e a leitura crítica diante dos acontecimentos. Sigamos juntos!

    ResponderExcluir

Vídeos (seleção)

Loading...